domingo, 25 de agosto de 2013

Manteiga sim, margarina nunca

Já comentamos aqui o fato de que devemos evitar as gorduras poliinsaturadas derivadas de sementes (óleos de soja, canola, milho, etc). Margarina significa pegar estas gorduras, que já são ruins, e torná-las muito piores.

Eis um belo artigo em português, da revista Superinteressante:
(dica do leitor Carlos Teixeira)

Você sabe como é fabricada a margarina?

 10 de maio de 2013
Nas prateleiras dos supermercados, a grande dúvida: o que passar no pão, manteiga ou margarina? A diferença básica entre as duas poderia ser resumida no fato de que a primeira é de origem animal e a segunda de origem vegetal. Mas todo resumo pode esconder detalhes importantes…
Origem vegetal ou industrial?Tudo começa com um processo químico chamado hidrogenação. De forma simplificada, é  o acréscimo de hidrogênio ao óleo vegetal, matéria-prima usada na fabricação da margarina. De óleo, ele passa a ser gordura, com ponto de fusão em temperatura mais alta e com maior estabilidade no processo de oxidação.
Em resumo, a partir da hidrogenação os óleos se solidificam, dando origem à gordura hidrogenada, base da margarina. O problema é que o processo de hidrogenação dos óleos forma isômeros trans dos ácidos insaturados. A famosa gordura trans, conhecida por reduzir o bom colesterol (HDL) e elevar o mau colesterol (LDL).
A gordura trans também é encontrada em quantidades pequenas em animais como bois, cabras, ovelhas e búfalos (de 2 a 5% da gordura total desses animais). Mas, no caso dos óleos vegetais parcialmente hidrogenados, representam de 50 a 60% da gordura total.
E qual a diferença?Um detalhe importante é que o tipo de gordura trans predominante nos animais (carne, leite e derivados) é diferente daquele predominante em margarinas, gorduras vegetais hidrogenadas e óleos comerciais parcialmente hidrogenados.
A preocupação dos especialistas com relação às gorduras trans está concentrada especialmente nos produtos industrializados e não na gordura presente na carne e no leite naturais e integrais.
Além disso, o organismo reconhece a gordura da manteiga como natural e consegue metabolizá-la, o que não acontece com a margarina, que é recebida pelo organismo como uma gordura “estranha”.
Mas… e as margarinas sem gordura trans?A partir da década de 50, estudos demonstraram efeitos adversos relacionados a esse tipo de gordura, como ataques cardíacos, alguns tipos de câncer, diabetes, disfunção imunológica e obesidade.
Com a descoberta de tantos malefícios, muitas indústrias passaram a lançar no mercadomargarinas livres do “problema”. O que não quer dizer que elas tenham se tornado mais saudáveis.
Uma das saídas encontradas pelos fabricantes foi acrescentar à fabricação o processo deinteresterificação, que não gera gordura trans e mantém a textura cremosa do produto. Todas as margarinas com zero trans têm gordura interesterificada, que nada mais é que um óleo vegetal modificado quimicamente.
Há também a margarina light, que contém alto teor de água e por isso é reduzida em gorduras e calorias quando comparada em um mesmo volume com as margarinas tradicionais.
Mesmo com as novas alternativas industriais, a qualidade do produto alimentício não mudou. Vale lembrar que a margarina é artificial, cuja base, um óleo vegetal produzido sob alta pressão e temperatura, é totalmente modificado pela hidrogenação química.
Após a hidrogenação, branqueadores modificam a cor acinzentada e retiram o odor desagradávelque fica na gordura. Ao produto são adicionados pelo menos sete aditivos químicos sintéticosentre corantes, aromatizantes, espessantes e vitaminas A sintéticas. A margarina vai então para os mercados com o rótulo de “alimento saudável”.
Ah, o marketing…A conhecida propaganda de margarina, que relaciona o consumo do produto a ambientes saudáveis e alegres, é em geral estrelada por atores bonitos que formam a clássica “família feliz”. Uma forma bastante convincente para arrebanhar um número crescente de consumidores ao longo dos anos. Entre 1910 a 1970, o consumo de gordura animal entre os norte-americanos baixou de 83% para 62% e o consumo de óleos vegetais e margarina aumentou 400%.
A história do seu surgimento está relacionada a uma grave crise econômica na França, no final do século XIX, quando produtos como a manteiga aumentavam de preço e o país necessitava de gêneros alimentícios que tivessem fácil conservação e um preço razoável.
Após vários experimentos, o químico Mége Mouriés conseguiu produzir uma nova gordura que seria a base da margarina. A palavra vem do “margaron”, que significa “pérola”, devido à aparência perolada que conhecemos.
Até hoje, o apelo financeiro é determinante. Muitos produtos industrializados têm como base a gordura hidrogenada por seu baixo custo industrial – e um alto custo para a saúde.
Fontes:
- Livro “Alimentos Orgânicos – Ampliando os conceitos de saúde humana, ambiental e social”
, de Elaine de Azevedo. Ed. Senac, 2012.Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio Grande do SulO GloboBrasil Escola
- Vídeo: 
Série Conhecimento Manteiga ou Margarina, da TV Universitária Lavras 
Imagens:
Wikimedia Commons/BMK
Caríssimas Catrevagens 

79 comentários:

  1. Ainda bem que despertei e bani esse veneno da minha vida !

    ResponderExcluir
  2. Olá, acompanho faz tempo o blog e gostaria de humildemente sugerir uma pauta:

    http://ciclovivo.com.br/noticia/teresina-proibe-venda-de-carne-vermelha-nas-segundas-feiras

    A notícia acima me deixou realmente impressionado com o abuso de poder da vereadora de decidir pelos outros o que devem comer e ao afirmar que "(..) carne vermelha causa câncer."

    Acho que seu ponto de vista sobre o caso, e consequentemente sobre o quanto o governo influencia na má alimentação da população, seria interessante para todos que acompanham.

    Continue com o excelente trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Olhai Dr Souto: Matando o cancer com a dieta cetogênica. http://www.youtube.com/watch?v=dHng1zcuDJI#at=352

    ResponderExcluir
  4. Vale uma postagem...

    ResponderExcluir
  5. Logo abaixo tem uma reportagem sobre a dieta Paleo, kkk. Essa vereadora deve ser vegetariana.

    ResponderExcluir
  6. Dr. Souto já postou a respeito do tema. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-cancer.html, eu não li muito ainda mas o argumento do post do Dr. Souto me parece mais plausível para o feito anticancerígeno da dieta low-carb/cetogênica. A despeito do baixo consumo de carboidratos, mantemos nossa glicemia, em tese haveria glicose suficiente para o tumor, talvez não suficiente? não sei... Preciso ler mais, mas o tema é realmente impressionante Julio, muito interessante como quase tudo relacionado ao tema.

    ResponderExcluir
  7. Tenho receio que as pessoas decidam interromper o tratamento padrão para tentar dieta cetogênica. Devem fazer ambos. É preciso ter muita responsabilidade antes de postar isso.
    Em 25/08/2013 15:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  8. Ok, Dr. Souto, a idéia não era essa, na verdade nem imaginava isso. Vou apagar o post.

    ResponderExcluir
  9. Eu entendi, Thiago! Mas o blog está de um tamanho agora que preciso pensar nessas coisas...
    Em 25/08/2013 15:45, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  10. Sem problemas Dr. Souto, entendi seu ponto de vista, desculpe a intromissão/ emplolgação.

    ResponderExcluir
  11. Dr., fiquei curioso: por que haveriam problemas se o texto dissesse, claramente, que não é recomendável interromper o tratamento tradicional?

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber se azeitona é paleo ? Gosto muito de azeitona mas ela contém muito sódio 400 mg por porção , levando em conta que minha dieta é paleo - low carb esse sódio não é prejudicial para mim . Estou certo ? Obrigado

    ResponderExcluir
  13. Gostaria de saber se azeitona é paleo ? Consumo bastante azeitona embora ela tenha muito sódio 400mg por porção , mas devido a minha dieta ser low carb esse sódio nao seria prejudicial para mim . Estou Certo ?Obrigado

    ResponderExcluir
  14. O emprego de dieta cetogênica em câncer é altamente experimental, os estudos são relatos de casos e uma série de casos com 10 pacientes. Já me exponho demais para correr o risco de ser acusado de estar promovendo terapias sem comprovação (low carb para peso, ao contrário, tem comprovação com ensaios clínicos e metanálises). Um médico aqui de Porto Alegre recebeu uma carta do Conselho para tirar seu site do ar com base nisso. No meu blog tudo é baseado em evidências, não posso baixar o padrão, embora eu tenha a opinião de que uma dieta cetogênica deva aumentar a eficácia da quimioterapia e da radioterapia - mas por enquanto é só opinião.
    Em 25/08/2013 16:10, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  15. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/05/o-sal.html
    Em 25/08/2013 18:18, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  16. Ola Dr. Souto.

    Tenho acompanhado o blog, que por sinal um dos melhores, se não o melhor que ja encontrei sobre o assunto, não só sobre Low Carb, mas sobre qualidade nutricional.

    Entretanto sobre o assunto desse post, onde é evidente para que a manteiga é sem dúvida mais saudável, pois a manteiga tem acido butírico que é protetor do intestino. Ainda assim muita gente ainda tem dúvidas quanto a matéria prima da manteiga "Leite", e se perguntam sobre aquelas pessoas que tem intolerancia a Lactose ou alergia a Caseina.

    Poderias tu explanar algo sobre isso, quanto à manteiga?

    Fico grato.

    ResponderExcluir
  17. Lactose praticamente não há. Para os intolerantes a laticínios em geral, melhor evitar. Uma alternativa é Ghee (manteiga clarificada).
    Em 25/08/2013 19:39, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  18. Entendi, Dr. Achei que já houvessem alguns estudos clínicos sobre câncer e dietas cetogênicas.
    Eu vi um sobre a relação entre carbs e doenças degenerativas, como Alzheimer, se te servir.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite Dr Souto;
    Muito interessante a matéria, ainda mais sendo publicada na superinteressante o que dá uma boa visibilidade, podendo ajudar muitas pessoas.
    Acrescentando algo interessante que estudei hoje a respeito da influência de diversos alimentos na produção hormonal associada à fisiopatologia da obesidade: o excesso de gordura hidrogenada (margarina) interfere na produção (dificulta, diminui) de esteróides (hormônios sexuais) e também interfere na produção de leptina (também diminuí sua produção) sendo portanto mais um agravante...

    ResponderExcluir
  20. A famosa manteiga de garrafa.

    ResponderExcluir
  21. São bastante similares, mas diferentes. Se não me engano, a manteiga clarificada (ghee) é ainda mais pura do que a manteiga de garrafa.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia, Dr. Graças ao seu blogue maravilhoso tive embasamento suficiente para convencer meu pai (hipertenso) e minha mãe (diabética tipo 2) a aderirem a dieta! Mas minha mãe tem uma dúvida. Ela tinha muita infecção urinária e uma vez viu no programa Bem Estar (acho eu) que tomar diariamente o suco de cramberry, um copo, evitaria a infecção. E realmente desde que ela começou a tomar (há uns 10 meses) nunca mais teve. Ela compra o zero, claro, mas cada copo tem 13g de carboidrato. O Sr. acha que isso poderia interferir no emagrecimento? Tem alguma outra indicação pra ela?
    Muito obrigada! Assim que tivermos feito os exames após 3 meses de dieta, conto pro senhor quais foram as melhorias na saúde deles! ;-)

    ResponderExcluir
  23. Bom dia, Dr. Souto! Sou da área da saúde também e venho acompanhando os artigos em relação a dieta low carb/paleolítica. Apenas com uma busca no pubmed já me deparei com diversos estudos os quais confirmam o sucesso da dieta - ou melhor, deste estilo de vida.
    Muito interessante o seu blog, venho acompanhando-o há cerca de 2 meses e estou mudando significativamente meus hábitos alimentares. Era VICIADA em açúcar, acabava com um pote de doce de leite em 5 dias (e olhe lá!). Agora compreendo os malefícios desta nossa dieta contemporânea.
    Tenho histórico familiar de diabetes tipo 2, meu tataravô, bisavô e avô morreram decorrentes de complicações da doença. Meu pai é hipertenso e vive com os triglicérides nas alturas.
    Eu, apesar de ter apenas 23 anos, já tive colesterol alto desde os 18 anos e hoje ele se encontra estabilizado. Já tive várias oscilações de peso, mas sempre me mantenho na mesma faixa (60 kg; 1,75m), muito embora tenha ganhado peso nos últimos meses (cerca de 2 kg) de GORDURA - detalhe, o ganho se deu quando comecei academia - exercícios aeróbicos somente, fiquei abismada e aí tudo começou a fazer mais sentido ainda.
    Gostaria de saber em relação a suplementação com esses suplementos low carb. Eles são uma boa alternativa? Não sinto fome alguma após a academia e sei que preciso me alimentar no jantar.
    Muito obrigada e parabéns!

    ResponderExcluir
  24. Suplementos do tipo 'whey'. Encontrei um que se diz 'low carb', mas fiquei receosa, já que é algo altamente processado e cheio de porcarias em sua composição.
    Não sinto fome depois da academia e sou muito criticada por isso, fico mais tranquila de saber que não estou fazendo errado. As pessoas tem a concepção de que precisam comer de 3 em 3 horas e que vão perder todos os músculos do corpo se jejuarem. Obrigada pela atenção, Dr!

    ResponderExcluir
  25. E onde encontro essa Ghee? Ou eu tenho que fazer?

    ResponderExcluir
  26. Você deve comer apenas quando está com fome; se nossos ancestrais tivessem de comer de 3/3h, não estaríamos aqui. A musculação é o que impede você de perder massa magra. Se seu objetivo não for hipertrofia muscular, não precisa se forcar em nutrição pós-treino. Aliás, treinar em jejum pode até mesmo acelerar a queima de gordura.


    Em 26 de agosto de 2013 11:21, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  27. Aboli o óleo de cozinha de origem vegetal (canola, milho, soja), e ando cozinhando com banha, mas tenho que confessar que não estou me adaptando ao gosto. Antes já havia tentado o óleo de coco, mas tbm não gostei. Haveria uma outra opção saudável? Seria possível cozinhar com manteiga?

    ResponderExcluir
  28. Sim, pode usar manteiga
    Em 26/08/2013 13:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Acompanho este blog diariamente, sigo as orientações do Dr. Souto desde novembro de 2011, hoje tenho um novo estilo de vida, ou seja, a minha vida ou viver melhorou em todos os aspectos, agradeço ao Dr. Souto por ter sido incansável em suas orientações de como deveria ser uma alimentação saudável, caso contrário eu, teria que começar a tomar medicamentos, para controlar o colesterol, diabete, entre outros.

    ResponderExcluir
  30. Obrigado :-)
    Conheçam a foto do Edis aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/08/revista-epoca-reportagem-sobre-o-livro.html Em 26/08/2013 14:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  31. totalmente off topics....
    Sou um deportista com uma bela quantidade de gordura concentrada na cintura...por mais que eu corra, reme e malhe, ela continua ali...
    talvez tenho descoberto hj a razão...trigo e carboidratos! sou viciado neles...afinal...pratico esporte de endurance mesclado com alta intensidade (canoagem de competição) e "preciso desesperadamente" de carboidratos! é...hj acho que descobri que não necessito tanto dele...
    Comecei hoje a cortar o trigo e amido em 100%...mas tenho algumas dúvidas ainda (li quase o blog todo kkkk minhas dúvidas são pontuais mesmo).
    Treino BEEEEEEEEEEMMMMM cedo e preciso tomar um pré treino...sempre trassava um copo de suco integral, bananas (2) e uma fatia de pão integral...

    como obter energia para um treno intenso de mais de uma hora de "pancadaria"? isso às 5 da matina?

    Amo sucos e frutas...tenho que cortar quase tudo mesmo?

    e queijo cottage? gosto muito de ovo mexido com queijo cottage...

    Iogurte natuaral tb como muito, mas sempre o desnatado! troco pelo integral?

    Pizza...uma vez por mês não vai me matar, certo?

    abração e parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  32. Luiz, preciso dessa indicação. Minha avó materna tem um quadro grave de AZ, minha mãe e tia tem quadros de esquecimento, eu também.
    Convivo com a doença dela e quero MUITISSIMO acabar com minha pré-disposição genética, ou pelo menos melhorar minha saúde nesse aspecto.
    Já faço páleo. Ninguém, nem minha mãe, acreditam nesta alimentação. Mas ela tá super sujeita e já apresenta sintomas leves, etc.

    Me manda os links? Ou publica por favor???????

    ResponderExcluir
  33. https://docs.google.com/file/d/0BwtrwUCsRkDDc3o2WkdqcTVmOTQ/edit?hl=pt-BR&forcehl=1

    ResponderExcluir
  34. TKS Doctor!

    A Paleo está me ajudando muito com minha a saúde, com a Rosácea, só falta a SOP parar de me chatear.
    Quero muito convence-la a adotar para não passar o mesmo que minha avó passa.

    ResponderExcluir
  35. Para ovários policísticos, pode ser importante parar com os laticínios também...


    2013/8/26 Disqus

    ResponderExcluir
  36. SIM! SIM! SIM!
    Fiz um teste neste mês com Paleo E queijos, e claro, deu errado!

    Fazer o que? Não se pode ter tudo.
    Manterei diariamente somente um iogurte natural integral, Batavo, com linhaça e aquele probiótico, indicação sua. E manteiga.

    Fica o alerta para as colegas aqui.

    ResponderExcluir
  37. Talvez tenha que parar até mesmo o iogurte!


    Em 26 de agosto de 2013 16:15, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  38. Ada, eu tentei encontrar o estudo ao qual me referi e não o encontrei. Porém, se você pesquisar no google "low carb alzheimer", surgirão várias reportagens que citam fontes confiáveis e alguns links para estudos clínicos. Procure também por "insulin alzheimer", já que alguns estudos apontam que a insulina é a grande culpada, sendo a glucose somente a precursora. Sendo a insulina e não a glucose, até mesmo o excesso de proteínas pode ser contra-indicada, já que a proteína eleva a insulina (não tanto quanto carboidrato, mas eleva). Você provavelmente encontrará estudos que apontam a proteína como culpada (mas como já expliquei, o problema é a insulina).

    Levando tudo em consideração, a conclusão a qual cheguei foi a de ingerir prioritariamente alimentos que não elevem a insulina. E low-carb/páleo me parece ser excelente na prevenção ou até mesmo cura para esta doença.

    ResponderExcluir
  39. Alguns websites pequenos vendem, mas não sei sobre a confiabilidade dos vendedores. Nunca vi em mercados ou afins.

    ResponderExcluir
  40. Vc sabe fazer, Luiz? Ensina aí!

    ResponderExcluir
  41. segue
    http://www.youtube.com/watch?v=Mj_ZZyzaLQ4

    ResponderExcluir
  42. Obrigada, Dr. Sempre muito solícito! Um abraço!

    ResponderExcluir
  43. alguém pode me dar uma ajuda nessas dúvidas que eu tenho?


    valeu!

    ResponderExcluir
  44. pesquisei mais e isso me ajudou muito:

    J. C. Souto Moderador Lyvia Lemos

    • 6 meses atrás



    Olá Lyvia!

    Sim, eu já havia lido as postagens do Robb Wolf. E eu acho que ele está 100% certo. Atletas que buscam performance precisam de carbs, ao menos quando a performance é anaeróbica (explosiva). Uma abordagem low carb pode ser utilizada em atletas aeróbicos (maratonistas, etc).

    O importante é saber que os carbs devem ser saudáveis ("safe starches"), e casados com os treinos. Quando não está treinando, evite-os.

    O livro Low Carb Performance apenas estabelece que é POSSÍVEL atingir performance em exercício com low carb, mas não penso que isto seja o desejável ou necessário para os atletas que precisam atingir "peak level" em esportes de explosão (provas de velocidade) ou anaeróbicos (levantamento de peso, etc.).

    O que acontece é que 99% dos leitores do blog são pessoas com sobrepeso ou obesidade, e que jamais chegarão a nada que seja próximo a performance atlética de elite. E é para essas pessoas que escrevo que é importante restringir drasticamente os carboidratos, e que esta restrição NÃO afetará seus exercícios na academia.

    "Mas se você é um atleta competitivo e magro, faça páleo, coma frutas e batatas doces, elimine os grãos e o açúcar, os óleos de sementes, e seja feliz".

    É essa a mensagem, ok?

    ResponderExcluir
  45. Não se responde, mas já corri 8 km pela manhã em jejum (aproximadamente 13 horas de jejum), joguei futebol 12 horas depois de acordar (carne e salada), fiz musculação após acordar (12 horas de jejum).

    Nas primeiras 2 semanas me sentia sem explosão, mas depois parecia que não acabava a energia.

    Só espere seu corpo se acostumar a queimar gordura e não carboidrato como fonte primária de energia
    :D

    ResponderExcluir
  46. Regiane Afonso Ramos27 de agosto de 2013 10:40

    Dr. Souto...posso comer todo tipo de queijo? E requeijao e catupiry?

    ResponderExcluir
  47. sim


    2013/8/27 Disqus

    ResponderExcluir
  48. Hoje levei meu filho ao pediatra e depois de examiná-lo e dizer que ele estava "bem até demais!" o médico perguntou qual leite ele estava tomando e eu disse que o de vaca mesmo, direto da fazenda. Aí foi a minha surpresa quando ele disse que eu deveria estar dando ao meu filho o ninho 1+ . Eu comecei a dar esse leite, mas depois de ler o rótulo eu desanimei...
    Uma porcaria industrializada é melhor do que leite natural, sem processo químico?!
    Depois de tudo ainda caí na besteira de falar que em casa nós não usamos óleo vegetal, nem margarina, mas banha de porco, manteiga... E aí o médico disse que eu tava fazendo TUDO ERRADO! Se eu não estivesse bem convencida de que estou fazendo o certo sairia de lá apavorada. E olha que nem contei pra ele que tirei o trigo da alimentação do meu filho...
    Resumo: quantas mães estão tendo esse tipo de orientação de profissionais que deveriam ajudar nossos filhos a crescerem saudáveis. É triste...
    Mas ele mesmo disse que meu filho está "bem até demais!". Vai entender...

    ResponderExcluir
  49. Dá vontade de vomitar


    Em 28 de agosto de 2013 21:43, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  50. Olá Paula. Meu filho está com quase 4 anos e ainda toma ninho 3+. Como eu e minha mulher aderimos a pouco tempo a dieta LCHF ainda não sabemos como montar a dieta dele. Ele toma lanche e almoça na escola com a dieta tradicional. Uma coisa é certa: já não insisto mais para ele comer todo o feijão com arroz do prato. ;)

    ResponderExcluir
  51. Desconfiei destes da Paulista, tem AMIDO!

    http://www.lbr-lacteosbrasil.com.br/produtos/requeijoes/23/requeijao-cremoso-com-amido-200g--paulista/340

    http://www.lbr-lacteosbrasil.com.br/produtos/requeijoes/23/requeijao-cremoso-com-amido-light-200g--paulista/79



    _______
    42

    ResponderExcluir
  52. Patricia ou Dr. Souto estou querendo comprar o óleo de coco para incluir na minha dieta, mas aqui na minha cidade não encontro, vocÊs podem me recomendar algum site? qual marca vcs consomem?

    obrigada!

    ResponderExcluir
  53. Neste site vendem óleo de coco por um bom preço e se você comprar em maior quantidade fica muito em conta.

    http://www.coprasul.com/

    Quem mora em Curitiba pode retirar no local e economiza no frete.
    Produto com boa qualidade e ótimo preço.

    ResponderExcluir
  54. Se alguém estiver interessado em saber mais sobre interesterificação.

    http://www.melnex.net/semtrans.pdf

    ResponderExcluir
  55. Obrigada Ruan! =)

    ResponderExcluir
  56. Oi Paula, em casa também usamos o VERDADEIRO leite de vaca, a banha e a manteiga, meu filho de 1 ano e 9 meses sempre consumiu com a gente e nunca teve problema algum.
    Não sou muito fã da margarina pelo sabor, agora então, que não entra mais em casa.

    ResponderExcluir
  57. Aqui tb já conseguimos mudar bastante coisa. Ainda adoço com açúcar algumas coisas, mas sempre que posso substituo por mel ou estévia.
    Meu filho graças a Deus tb nunca teve nada. Ao contrário... está bem saudável ;)

    ResponderExcluir
  58. Oi Carlos, como meu filho não teve nenhum problema com o leite natural ele toma todos os dias, no café da manhã e a noite. Eu dava aquelas bolachinhas de maizena pra ele, mas já algum tempo também parei de dar, tem muita porcaria... No geral eu tento não dar nada industrializado pra ele (incluindo danone). Dou bastante frutas e ele gosta de verduras e legumes, carne de boi, porco... Estou evitando o frango de granja. Vou tentar me adaptar com o caipira, apesar de achar o gosto mais forte. Ele come tapioca, pão de queijo que faço em casa, com ovo orgânico, manteiga e leite natural; bolo de farinha de arroz e fubá orgânico... essas coisas. Não sei se estou fazendo certo tb, mas vou pelo instinto de que quanto mais natural melhor...
    Abraço pra familia :)

    ResponderExcluir
  59. Pois é Dr.
    Fiquei chocada...

    ResponderExcluir
  60. Acho que seu instinto está certo Paula. Eu e minha esposa vamos começar pelo leite, nada mais de Ninho em casa. ;)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  61. Doutor, encontrei um blog ótimo com receitas esplendidas e ingredientes mais fáceis... (sou do interior de Minas. pra mim é bem dificil certas coisas).

    Fica a dica: http://dietadodratkinsbrasil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  62. E totalmente fundamentado nas orientações do nosso "Mestre" Dr. José Souto, rsrsrs.
    Mais uma vez só tenho a agradecer a ele pelas informações valiosas que compartilha.

    ResponderExcluir
  63. Doutor, até q ponto a fibra de soja, o óleo de soja e o farelo de trigo podem atrapalham no emagrecimento? Como eu já disse, meus pais estão em transição e tenho feito bolos. Uso esses ingredientes mais fáceis de encontrar. Se for em uma quantidade até pequena por dia, pode ter mts consequencias para o emagrecimento?

    ResponderExcluir
  64. Olá Priscila

    Soja é altamente processada, tem anti-nutrientes e efeitos hormonais imprevisíveis... Óleo de soja é muito ruim, puro ômega-6.

    Esses óleos desoja/algodão/canola são low carb, mas estão bem longe de ser páleo. Banha é páleo. Manteiga é páleo.

    use farinha de coco, maracujá, amêndoas... veja este blog: http://nutridaspanelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  65. mas esses ingredientes são difíceis de achar e tem o preço alto... meus pais estão iniciando a transição agora e tenho usado somente para ajudá-los. eles tem abusado bastante do bolo, por mais q eu fale para moderar... vou tentar mudar aos poucos. Mas o bom não pode ser inimigo do ótimo, certo? Por mais q seja ruim e tóxico, é melhor q o trigo, arroz, etc, certo?

    ResponderExcluir
  66. Fui fazer óleo de coco e obtive uma 'manteiga' de coco. Só q mais consistente msm em temperatura ambiente. Com uma cor meio de argila... Alguém sabe oq é? Penso ser óleo de coco + leite de coco... Usei água normal + a água do coco quentes para fazer a extração. E tentei fazer a frio depois, pra obter o óleo, deixando descansar dentro de uma caixa de isopor e depois indo pra geladeira... Deu errado né? ngm sabe oq é q é q deu e se é gordura pura e posso consumir? Com certeza é algo oleoso, q separou da água e deixou um cadin de leite lá no fundo. Mas parece ser algo fermentado tbm (a água q sobrou ficou com gosto de perdida)

    ResponderExcluir
  67. Olá, preciso muito que alguém me ajude e me dê uma luz.
    Nao sei se este é o tópico adequado para este comentário, mas vamos lá:
    Já aboli o uso de óleo, margarina, enfim tudo que for de origem vegetal com excessao ao azeite de oliva nao entra mais em minha casa. Mas aqui o porco é proibido, até encontrei um lugar que importa da Alemanha, quando eu vou comprar me sinto até que estou fazendo algo errado pq a loja é camuflada e só fazem delivery. Mas eles nao vendem a banha e nenhuma parte gorda. Nem a carne é gorda como no Brasil e é impossível eu tirar o óleo. Aqui eles consomem muito cordeiro, mas nao consegui achar a banha em lugar nenhum, nem em abatedouros. As carnes sao muito magras, acho que os animais sao abatidos precocemente.
    Estou comprando uma manteiga de leite em lata (Ghee) de 1kg, vi que ela nao é a manteiga de leite tradicional que conhecemos, que é somente a gordura que fica no leite mesmo, livre de todos resíduos lacteos e é muito utilizada na culinária indiana.
    Estou usando para fritar ovos e na preparacao de carnes e alguns vegetais. Meu marido é vegetariano e tbm está seguindo esta dieta, pra mim está sendo uma luta cozinhar pra ele, mas pelo menos ele come queijo, peixes, ovos e frutos do mar e esta manteiga estava sendo uma mao na roda.
    Posso continuar cozinhando com ghee ou ela nao suporta altas temperaturas? Se nao, com o que eu posso substituir?
    Ps. Estou cozinhando muitos vegetais no vapor e depois de cozidos esquento muito rapidamente o azeite com temperos e dou "um susto" sem fritar pra dar um sabor ao alimento.
    Ah, mesmo com todas as dificuldades na alimentacao do meu marido, ele já perdeu 5kg em 2 semanas e a barriga dele já diminuiu bastante. Mas no início ele se sentiu muito fraco e eu comecei a dar óleo de coco e azeite as colheradas pra ele.


    Obrigada e desculpa todas as perguntas e o enorme comentário.

    ResponderExcluir
  68. Olá Polly


    Parabéns pelas conquistas!
    A ghee é fantástica! Pode usar no que quiser.

    ResponderExcluir
  69. Polly, onde você está morando?

    1) Ghee é uma ÓTIMA opção, uma das melhores gorduras, juntamente com a de coco. E tolera BEM as altas temperaturas, diferentemente da manteiga. As altas temperaturas "queimam" as proteínas da manteiga. Como ghee é só a gordura, e pode usar sem problema. E há uma boa quantidade de triglicerídeos de cadeia média no Ghee, o que é ótimo. Vá de Ghee!

    2) Veganos são um problema mas complicado, mas ovo-lacto-vegetarianos podem fazer uma versão adaptada da dieta sim. Basta eliminar os doces e farináceos, dar mais ênfase às gorduras vegetais (abacate, nozes/castanhas, azeite de oliva, coco) e às proteínas (ovos, queijo). Na situação do vegetariano, eu acho que se justifica o consumo de leguminosas (feijão, lentilhas, grão de bico) como fontes adicionais de proteínas, embora tenham lá seus carboidratos e lecitinas (a não ser que a pessoa sofra de problemas auto-imunes).


    Em 3 de outubro de 2013 07:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  70. Obrigada pela resposta!
    Estava com a conciencia pesada pq vi que nao se pode cozinhar com manteiga de leite e fiquei na dúvida.

    ResponderExcluir
  71. Estou morando temporariamente no Egito, mas esse temporário já tem dois anos e espero que este seja o último e que eu volte para a Suécia logo pq nao é nada fácil viver em um país islâmico. Pensei que tinha dito no meu comentário mas esqueci.


    Estou aliviada em poder continuar a cozinhar com Ghee, deixa o sabor dos alimentos maravilhosos e foi tudo o que eu encontrei para substituir o óleo de girassol que eu usava. Vc nao imagina o peso que senti na consciência.


    Que ótimo que no caso do meu marido ele pode consumir leguminosas. Ele nunca teve o hábito de comer feijão, mas sopa de lentilha e falafel de grão de bico sao as paixões dele. Já vou incluir isso no cardápio dele pq é muito cansativo pra mim ficar procurando o que ele pode comer e que vá realmente deixa-lo saciado. Acho que peixe nao sustenta tanto quanto carne, pelo menos pra mim.


    Posso fazer macarrão de batata doce? Nao pra mim, mas para o meu marido.


    Obrigada pelo rápido retorno.

    ResponderExcluir
  72. Sim!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/10/2013 12:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  73. Nunca fiz o óleo, então não sei se deu errado, mas se o gosto estiver bom manda pra dentro, pois certamente deve ser gordura, mesmo que tenha leite, já que foi feito do coco. Tem que ver se o coco estava sadio, pelo gosto da água dá pra saber, e pela aparência da polpa também. A cor acredito ser normal. Dizem que a prática leva à perfeição, então acho que você tem que continuar fazendo pra pegar o jeito.

    ResponderExcluir
  74. Ok, obrigada! vou tentar de novo! a farinha pelo menos ficou excelente!

    ResponderExcluir
  75. Que bom! O gosto difere muito mesmo da farinha de coco e do coco ralado comprados prontos.

    ResponderExcluir
  76. Ola Dr.! parabens pelo trabalho pioneiro! Queria saber se vc esta familiarizado com o trabalho do Dave Asprey, que entre outras coisas usa e promove o bulletproof coffee - cafe de alta qualidade batido com oleo MCT e manteiga de pasto (kerrygold). Tenho procurado uma manteiga similar no Brasil mas as d'aqui tem no maximo 2/3 do volume de gorduras totais.

    ResponderExcluir
  77. Sim, foi dele que tirei a ideia do café com manteiga. O resto da manteiga é água, não é carboidrato nem nada assim - ou seja, o peso seco é quase 100% gordura. Creio que uma boa manteiga, como Aviação, é como a Kerrygold.

    2013/11/16 Disqus

    ResponderExcluir
  78. Dr Souto, fiquei encucada com um comentário que alguém fez em um blog de receitas paleo que sigo. Falava-se dos Óxidos de colesterol: que ocorria no aquecimento de alimentos como ovos, manteiga, queijo parmesão e carne. E que esses óxidos eram uma bomba para o organismo, causando consequências terríveis. Isso procede?

    ResponderExcluir
  79. Não, pq o colesterol da dieta praticamente não é absorvido.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/04/2014 18:01, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir